livro técnicas de pintura  
afrescoaquarelaencausticatemperaoleoacrilicoalquidicocaseinavitraliconesoutras






pigmentos
Amarelos
azuisbrancos
pretosterrasvermelhosverdes

Colaboradores



Acrílico

A tinta acrílica começou a ser utilizada na pintura artística pelos muralistas mexicanos, tais como Orosco, Siqueiros e Diego Rivera, que, desejando executar grandes painéis em espaços públicos, constataram a fragilidade da pintura a óleo, que oxida e amarelece, e a dificuldade da execução da técnica do afresco, que exige manuseio de massas de intonaco e arriciatto.

Os pintores mexicanos buscaram informações nos conhecimentos industriais, procurando uma tinta que apresentasse resistência às mudanças climáticas e que secasse rapidamente, durante o trabalho de pintura.
Pesquisando em laboratórios, chegaram até um médium polimerizado, utilizado a partir de então, como base para uma paleta de cores artísticas.


Siqueiros

O atelier do muralista mexicano David Siqueiros (1896-1974) em Nova York, era freqüentado por cientistas e artistas, que testavam estas e outras aplicações de novos médiuns na pintura artística, por volta de 1935.
Em 1945, o atelier do Instituto Nacional Politécnico do México recebeu artistas e estudantes, que pesquisaram as resinas acrílicas e executaram diversos murais utilizando este novo médium, alguns deles sobre os muros do próprio Instituto.

Em 1950, as tintas acrílicas foram colocadas no mercado norte-americano e começaram a ser utilizadas por artistas de renome como Jackson Pollock e Marc Rothko, que utilizavam as tintas de maneiras diferentes dos pintores mexicanos. Surgiram os primeiros grandes empastamentos, transparências, texturas, gotejamentos e aplicações gestuais feitos com tinta acrílica.

Os empastamentos são feitos com camadas espessas de tinta acrílica, que mantém sua plasticidade e não craquelam quando a tela é enrolada. São tintas que secam rapidamente, porém, podem ser retardadas, adicionando água, um retardante, ou mais resina acrílica.
Não sofrem alterações, são normalmente opacas, mas podem ser diluídas e alcançar vários graus de transparência. A pintura em acrílico seca à medida em que a água evapora.
Após sua secagem, que requer alguns minutos, nenhuma outra reação química ocorre, o que permite ao artista trabalhar logo após, sobre uma superfície impermeável, seja em transparência ou com uma tinta dotada de poder de cobertura.

idosos
Pintura em acrílico e encáustica de Sérgio Prata. Acervo do Sesc de Curitiba (PR).

Compatível com outros aglutinantes à base d´água, a tinta acrílica pode ter seu aspecto plástico diminuído e seu rebatimento da luz melhorado com a introdução da fórmula da cera emulsionada, ideal para a pintura de telas e de murais.
Conheça alguns murais e painés monumentais de arte sacra realizados pelo artista com esta técnica mista.

EM EDIÇÃO

site do artista Atelier Prata - Tel 55 11 4035-2057 - Cel 55 11 9597-0275 - artista@sergioprata.com.br