homeartistacursosexposiçõesprodutosobrasarte sacracontato

presenciais
on-line
cdrom
dvd
videostécnicas de pintura
anatomia artistica
compisição de obras

Os wwoofers

O atelier Prata é um local de acolhida também para visitantes estrangeiros (wwoof - World Wide Opportunities on Organic Farms) que viajam pelo Brasil para conhecer nossa cultura, nosso modo de viver e nossa lingua.

Delphine (designer de bijouterias) e Phillipe (escultor e produtor), da França, colaboraram nas argamassas e pinturas do novo alojamento.

Com os wwoofers fazemos uma troca proveitosa; eles nos auxiliam nas tarefas do dia a dia; jardinagem, manutenção, cozinha, limpeza, ampliação de instalações e demais trabalhos diários do atelier, e nós lhes oferecemos acolhida, alojamento e partilhamos as refeições.

Fanny (fonoaudióloga, França) e Meghan (comunicadora, EUA) ajudaram na massa corrida.

Desta forma, permanecemos em contato com outras culturas, ampliamos nossas amizades internacionais.

Elas colaboraram também com a criação de nossa horta orgânica, com um pouco de conversação em Inglês para o Mateus e amigos.

Os wwoofers nos ajudaram na ampliação do atelier, que agora conta com um novo alojamento, biblioteca, internet via rádio, escritório com sala de estudos, e as demais instalações essenciais para uma boa estadia. Também cozinham e fazem alguns quitutes para os visitantes... nada como um bom crepe de vez em quando... ou um prato com novos temperos e receitas.

Irene, professora de dança (México, EUA) e John O´Connor, formado em relações internacionais (EUA), passaram 3 semanas no atelier, colaborando com os mosaicos das mesas, com o forro do escritório e do novo alojamento.

John integrou o time de futebol do bairro da Água Comprida, como zagueiro. Aprenderam a fazer fusing, participaram do curso de vitralismo e ajudaram na culinária.

A Karin, de São Paulo, ajudou na execução da pintura do damassé do ícone de Cristo de Cimabue.

O alemão Robert Schuseil ajudou na retirada inicial do primeiro conjunto de vitrais, no restauro do Rosário.

Gita Bergmane (Letonia) ajudou na limpeza e desmontagem de vitrais do restauro do Rosário, e na tradução de uma versão do site para o Letão.

Beate Köhler posou para o artista como violinista, para o painel em cerâmica para a Igreja São Bento e fez a tradução do site para o Polonês.

Beate (Polônia), Lazlo (Hungria), Sérgio (Brasil), Gita (Letônia), Ines e Anthony (França), em visita à represa de Bragança, perto do atelier, em novembro de 2011.

 

Lazlo posou para o personagem do médico, para o painel em cerâmica LABORA, da Igreja São Bento. É o autor da tradução do site para o Húngaro.

 

Inês e Anthony cuidaram dos crepes, no melhor estilo - e receita - da França.

Leonie, Hanna e Leonie, de Basel (Suíssa alemã), ajudaram o Yodi na colagem de filmes coloridos, para uma encomenda.

Casa e atelier. Foto de Anthony Ruget.

O atelier está situado ao lado de uma mata preservada, visitantes de vários países entram em contato com alguns belos exemplos da fauna e flora do Brasil, e podem estudar e trabalhar com arte perto da natureza, ao lado dos pássaros, plantas, flores, cachorros e peixes.

O atelier Prata é o resultado da união de colaboradores, apoiadores e frequentadores, da colaboração de alunos que adquirem produtos do atelier, dos investimentos de colecionadores de obras de arte e dos clientes que nos encomendam obras.

Veja algumas fotos do atelier.

  Atelier Prata - Tel 55 11 4035-2057 - Cel 55 11 9597-0275 - artista@sergioprata.com.br